domingo, 30 de setembro de 2007

Gêneros de Pintura: Auto-Retrato


Olá, pessoal!

Continuando a falar sobre Gêneros de Pintura (depois de Natureza-Morta), hoje vamos ver um pouquinho da trajetória do Auto-Retrato, um dos meus gêneros preferidos.

Numa explicação bem objetiva, Auto-Retrato é uma forma de pintura onde o modelo retratado é o próprio artista. E é um gênero bastante difundido no campo das Artes Plásticas.

Talvez porque o ser humano sempre foi "chegado" em retratar a sua própria imagem. Principalmente a partir do Renascimento, quando o Homem passa a ser o "Centro do Universo", momento em que os artistas utilizam o Retrato (que veremos em breve) para o registro de pessoas e famílias nobres e burguesas e o Auto-Retrato, que servia, entre outras coisas, para deixar a própria imagem do artista eternizada, além de expressar o que sentiam, suas emoções e pensamentos.

Mas, reparem que eu escrevi "principalmente a partir do Renascimento" e não exclusivamente a partir daí. Isso porque encontramos o Auto-Retrato (ou versões similares) em períodos anteriores ao Renascimento... beeeeeeeem anteriores.

Desde a Pré-História, homens e mulheres colocavam suas mãos sobre as paredes das cavernas e sopravam sobre elas pós coloridos e pigmentos à base de gordura e sangue animal. A real função de pinturas desse tipo ainda é bastante discutida pelos estudiosos, mas podemos afirmar com certeza que a noção de "auto-imagem", a partir desse momento, estava firmada para sempre.

Depois disso, no Egito Antigo, o artista Ni-Ankh-Ptah teria deixado sua fisionomia gravada num monumento projetado por ele. Na Grécia Clássica, o escultor grego Fídias - no século V a.C. - deixou sua imagem registrada numa das esculturas do Partenon, em Atenas. Esses são dois exemplos ilustrativos, pois há outros casos no decorrer da Antigüidade e da Idade Média.

Voltando ao Renascimento, Albert Dürer foi o primeiro artista desse período a pintar Auto-Retratos. A partir daí, os artistas passam a produzir esse tipo de pintura com freqüência cada vez maior, chegando - durante o século XVII - à obsessão de Rembrandt, que pintou quase uma centena deles. Elisabeth Vigée Le Brun (a pintora preferida de Maria Antonieta), entre os séculos XVIII e XIX, produziu também uma quantidade considerável de Auto-Retratos.

Mais recentemente, no século XX, dificilmente encontra-se um artista, renomado ou não, que não tenha procurado produzir o seu. No momento, o Auto-Retrato continua sendo um gênero recorrente na produção de artistas contemporâneos. Vale a pena buscar na Internet por esses artistas e conferir o que eles estão produzindo dentro dessa temática.

Curiosidade: na pintura brasileira, Eliseu Visconti (autor da obra no topo desse texto, datada de 1938) certamente foi um dos artistas que mais se auto-retrataram. Calcula-se que ele tenha executado cerca de quarenta Auto-Retratos, representativos das diversas fases de sua carreira artística.

Abaixo, selecionei alguns exemplos de Auto-Retratos que acho bastante significativos. A escolha dessas imagens, dentro de tantas opções disponíveis, seguiu dois critérios principais: a) estão nessa lista imagens das quais gosto bastante; b) procurei "ilustrar" o texto com trabalhos de alguns artistas citados nele.

Além disso, quis também oferecer uma certa "variação" no que diz respeito aos pintores. Com exceção de Van Gogh e Picasso (que já tinham aparecido com trabalhos em "Natureza-Morta") os outros artistas são "novinhos em folha"! :^)

Espero que vocês gostem!

Um abração a todos!

Mão em Negativo - Peche Merle - França (Período Paleolítico)


Albert Dürer (1500)


Rafael Sanzio (1506)


Leonardo da Vinci (1515)


Rembrandt Van Rijn (1629)


Peter Paul Rubens (1638)


Elisabeth Vigée Le Brun (1782)


Eugène Delacroix (c. 1837)


Vincent Van Gogh (1888)


Paul Gauguin (1893)


Pablo Picasso (1907)


Amedeo Modigliani (1919)


Anita Malfatti (1922)


Tarsila do Amaral (1923)


M. C. Escher (1935)


Frida Kahlo (1940)


Salvador Dali (1941)


Andy Warhol (1967)

6 comentários:

Anônimo disse...

este site e de+ era o que eu presisava alguns eu processo outros eu adoro o comentario

Valdson Bernardes disse...

Oi, errr... "Anônimo"! :-)

Legal você ter gostado! Espero que tenha ajudado!

Um abraço!

Anônimo disse...

cara valeu isso me ajudou no trabalho de artes

Anônimo disse...

Obrigado por me ajudar na pesquisa da escola!!!!

amanda disse...

esse site tah simplesmente d+, era tudo o q eu precisava pra fazer o meu trabalho!
continue assim!
:-)

Anônimo disse...

Nossa!!! Incrivel, muito obrigada, seu site é riquíssimo...
Ajudou-me bastante, muito obrigrada e continue assim, que eu agradeço rsrs....